Siglas

O que as siglas usadas nos nomes dos vinhos dizem sobre eles?

Vinho é bom quando a gente tem tempo pra apreciar sem ficar se preocupando com formalidades e teorias. Então, pra simplificar seus brindes, vamos explicar o que significam as siglas mais conhecidas que você pode encontrar nos rótulos:

- IGT E IPG (Indicação Geográfica Típica/Protegida): são usadas para regiões definidas, mas que têm regras menos rígidas para a produção dos vinhos, dando mais liberdade para os produtores. Costumam ser vinhos de ótimo custo-benefício para o dia a dia.

- AOC, AOP, DOC E D.O (Apelação de de Origem Controlada/Protegida; Denominação de Origem/Controlada: Isso significa que o vinho foi elaborado de acordo com regras mais rígidas e dentro de regiões bastante específicas.

- DOCa e DOCG (Denominação de Origem Qualificada/Garantida: DOCa é um tipo de apelação superior da Espanha, e somente as regiões de Rioja e Priorat conquistaram esse título. Já DOCG são as denominações mais rígidas da Itália, em que além das regras para cultivo e produção, submetem os vinhos à avalição de um conselho regulador.

Tem mais dúvidas? Envie uma solicitação